O Gerenciador de Fonte Redundante é um recurso essencial para provedores e profissionais das telecomunicações veja como manter os equipamentos funcionando em caso de falta de energia.

Em muitos lugares do país, basta chover para que empreendedores e provedores de internet, se perguntam: como manter os equipamentos funcionando em caso de falta de energia?

A região Nordeste do país, por exemplo, enfrenta um volume de chuvas elevado todavia, o número de  ocorrências de quedas e falta de energia elétrica cresce consideravelmente, não é mesmo?

Além dos impactos dos desastres que vem ocorrendo frequentemente, a sua empresa também pode sofrer prejuízos incontáveis em suas operações.

É neste momento, sobretudo, que surge a necessidade de investir em equipamentos que garantam o funcionamento ininterrupto de seus computadores, sistemas de segurança, entre outros.

E assim, evitar que os transtornos sejam responsáveis pela perda de operações importantes e pela paralisação de suas atividades cotidianas.

Esse artigo foi pensado para orientá-lo como agir nesse caso. Continue conosco e veja como manter os equipamentos funcionando em caso de falta de energia.

Como manter os equipamentos funcionando em caso de falta de energia: evite pausas forçadas em seu trabalho durante o período chuvoso

É difícil prever a falta de energia, que normalmente vem acompanhando os períodos chuvosos, por isso, o melhor remédio é a prevenção, correto?

Na sequência vamos orientá-lo a agir de forma preventiva a fim de evitar prejuízos.

Veja!

1. Mantenha os arquivos armazenados na nuvem

Essa ação é fundamental na compreensão de como manter os equipamentos funcionando em caso de falta de energia.

Primeiro porque você evita a perda de documentos importantes. Além disso, mantém seus arquivos disponíveis para que você possa acessá-los em outras máquinas.

2. Se possível, utilize um Laptop

Sabemos que nem sempre você consegue utilizar laptop ou notebooks na sua empresa, mas essa é portanto, uma boa alternativa para que o imprevisto não interrompa as atividades de seu negócio.

A saber que, elas possuem sua própria bateria, que tem duração aproximada de duas horas.

3 – Tenha um nobreak à disposição

O nobreak é uma ferramenta suplementar e seu objetivo é estabilizar a tensão de energia, de modo que a finalização inapropriada dos aparelhos conectados não danifique suas máquinas em caso de oscilação de energia.

Ele também armazena essa energia em uma bateria própria, acionada em todos os momentos em que a fonte principal de sua casa ou empresa, apresenta queda. 

Os equipamentos podem assim, manter o funcionamento por um período entre 20 minutos e 5 horas, dependendo da capacidade do seu nobreak.

Essa ação vai ajudá-lo a entender como manter os equipamentos funcionando em caso de falta de energia.

4. Utilize geradores de energia 

Este mecanismo é essencial caso a falta de energia persista por muitas horas. No entanto, o uso do nobreak segue indispensável.

A saber que é ele quem manterá a energia até que o gerador seja acionado.

Viu o quanto é simples entender como manter os equipamentos funcionando em caso de falta de energia?

Conheça alguns produtos que reforcem como manter os equipamentos funcionando em caso de falta de energia

Nenhum empreendedor ou provedor de internet está isento do risco de paralisar sua rotina durante um apagão, mas alguns equipamentos foram pensados para que esses percalços fossem atenuados.

Saiba como:

1. Fonte Retificadora Nobreak -48 v

Esse equipamento é indicado para DataCenters e outros equipamentos que compõem seu cotidiano e fazem uso de corrente contínua, tais como:

  • Servidores;
  • OLT´s;
  • Roteadores de borda.

Entre outros.

A Fonte Retificadora Nobreak age convertendo a corrente alternada da rede elétrica em corrente contínua, reduzindo os ruídos da rede e alimentando maior estabilidade nos equipamentos.

Ou seja, ela é utilizada juntamente com o banco de baterias e em caso de quedas de energia na fonte principal, mantém a rede energizada.

Alguns modelos mais completos, como as fontes gerenciáveis, permitem ainda, o monitoramento à distância, antecipando a solução do problema.

2- Fonte Retificadora Nobreak  12 ou 24 v

A Fonte Nobreak 12V é responsável pelo funcionamento ininterrupto dos equipamentos mesmo quando há falta de energia elétrica (127V/220V). 

Desse modo, ela funciona por meio de um conector para ligação de um banco de baterias, que são carregadas frequentemente, sendo acionadas durante a queda da rede elétrica para manter os equipamentos ligados. 

Além disso, pode ser utilizada em:

  • Rádios Wireless;
  • Antenas de transmissão e recepção de internet;
  • Controle de alarmes;
  • Sistemas de segurança;
  • Switch;

Conheça as mais variadas opções de fontes para o seu ambiente corporativo

Gerenciador de Fonte Redundante: modernidade e tecnologia avançada

O Gerenciador de Fonte Redundante é uma ferramenta essencial para manter o funcionamento dos seus equipamentos, de forma segura e ininterrupta.

Esta é portanto, uma outra forma de agir na compreensão de como manter os equipamentos funcionando em caso de falta de energia. 

Além disso, dispõe de todo potencial inovador, o Gerenciador conta ainda, com tecnologia progressiva e utiliza o protocolo SNMP (Simple Network Management Protocol).

Este instrumento conta ainda com interface WEB para monitoramento que controla o tempo real de todas as funções e ajuda a configurar o seu equipamento.

Mas o que diferencia o Gerenciador de Fontes Redundante, dos demais?

Trata-se de uma solução moderna para a operação de fontes nobreak que emprega um único banco de baterias em seus projetos.

Possibilitando assim, a utilização em dois modos:

  • 2 fontes ligadas em paralelo;
  • 1 fonte ligada e a outra em redundância

Garantindo total segurança, eficiência e economia ao seu provedor. 

Além disso, o Gerenciador de Fonte Redundante pode ser administrado remotamente, através do protocolo SNMP (Simple Network Management Protocol), combinado com softwares como o OpManager e o Zabbix (não inclusos).

O GFR conta ainda, com a tecnologia inédita do “sensor de porta aberta”, assim, você consegue identificar  se pessoas não autorizadas tiveram acesso ao seu rack. 

Diferenciais: 

  • Gerenciável à distância, via protocolo SNMP e Web; 
  • Teste remoto da tensão de saída;
  • Funcionamento ininterrupto, sem comutação.
  • Sensor de Porta Aberta

Conclusão

Em suma, quem tem uma empresa ou trabalha em casa não pode se imaginar sem energia, não é mesmo? 

Mas essa é uma situação recorrente e que pode afetar a sua vida, a diferença é que agora você já sabe como manter os equipamentos funcionando em caso de falta de energia.

A boa notícia é que dá para amenizar as perdas, sejam elas de arquivos ou de tempo e mais: o custo benefício é compensatório.

Mas, atenção! Não tente economizar utilizando equipamentos de procedência duvidosa. Procure fabricantes que garantam a segurança e eficiência de seus equipamentos.

E que acima de tudo, investem continuamente em inovação tecnológica que facilite a condução de ações preventivas e corretivas.

Fale com um representante da JFA e tenha acesso às melhores soluções, ou obtenha mais informações clicando aqui.

Compartilhe:
Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Nenhum comentário enviado.
Seja o primeiro!

Nobreak